O Grupo de Caridade Deus, Luz e Amor é uma instituição ESPÍRITA. Fundado em 1° de Setembro de 1934, tem como finalidades:

 

I - O estudo teórico experimental da Doutrina Espírita bem como a difusão dos seus ensinamentos doutrinários, por todos os meios que oferece a palavra escrita, falada e exemplificada nos moldes da CODIFICAÇÃO DE ALLAN KARDEC e nas obras subsidiárias;

II - Promover a prática da caridade espiritual, moral e material, por todos os meios ao seu alcance, em benefício de todos, sem distinção de pessoas, raça, cor, nacionalidade, posição social ou religião;

III - Executar a prestação de serviços de assistência social obedecendo aos preceitos constitucionais e demais legislações aplicáveis à espécie, bem como atentar às leis morais oriundas da conduta doutrinária;

IV - A evangelização da criança e do jovem;

V - Apoiar integralmente o MOVIMENTO DE UNIFICAÇÃO DO ESPIRITISMO no Brasil, mediante adesão à ORGANIZAÇÃO FEDERATIVA ESTADUAL dirigida e orientada pelo CONSELHO ESTADUAL ESPÍRITA DA UNIÃO (e/ou Federação) do Estado do Rio de Janeiro.

 


REUNIÕES PÚBLICAS DE PALESTRAS E PASSES

Terças-feiras 20 horas.

 

Janeiro 2014

 

 

Data

Tema

Palestrante

07/01/2014

“A Indulgência; É permitido repreender os outros, notar as imperfeições e outrem, divulgar o mal de outrem?” O Evangelho S. Esp., cap. X (Bem aventurados os que são misericordiosos), itens 17 a 21.

Torres Correa

14/01/2014

“Origem e natureza dos Espíritos; Mundo normal primitivo; Forma e ubiquidade dos Espíritos; Perispírito”, O Livro dos Espíritos, perguntas 76 a 95.

Marco Aurélio Oliveira

21/01/2014

“O mandamento maior. Fazermos aos outros o que queiramos que os outros nos façam. Parábola dos credores e dos devedores; Dai a César o que é de César”, O Evangelho S. Esp., cap. XI (Amar o próximo como a si mesmo), itens 1 a 4.

Yaçanã Silva

28/01/2014 

“Diferentes ordens dos Espíritos; Escala Espírita”, O Livro dos Espíritos, perguntas 96 a 113.

Jorge Felipe

 

 

 

 

 

Fevereiro 2014

 

 

Data

Tema

Palestrante

04/02/2014

“A lei de amor”, O Evangelho S. Esp., cap. XI (Amar o próximo como a si mesmo), itens 8 a 10.

Torres Correa

11/02/2014

“Progressão dos Espíritos; Anjos e Demônios”, O Livro dos Espíritos, perguntas 114 a 131

 

18/02/2014

“O egoísmo; Fé e caridade”, O Evangelho S. Esp., cap. XI (Amar o próximo como a si mesmo), itens 11 a 13.

Paulo Webber

25/02/2014

“Objetivo da encarnação; A alma”, O Livro dos Espíritos, perguntas 132 a 146.

Jorge Felipe

     

 


História

Fundado em 1° de Setembro de 1934, a instituição inaugura sua sede em 24 de Junho de 1953, na então Rua Lopes Trovão n° 96, Benfica, atualmente n° 322 fundos. Esteve em imóvel alugado no período anterior, sendo o primeiro endereço a Rua Francisco Muratori n°37, no bairro de Santa Teresa. Ocupou depois o primeiro andar de um prédio na Rua da Constituição n°28, no Centro da cidade. Mudando-se daí em Abril de 1941, em função do fechamento de sua sede pelas autoridades policiais. Vivia-se, então, um contexto difícil de controle, vigilância e repressão às atividades dos espíritas na cidade do Rio de Janeiro, advindas de uma série de Portarias policiais, além de processos a alguns médiuns, enquadrados nos artigos que dispunham sobre o exercício ilegal da medicina, o charlatanismo e o curandeirismo. Ocupando, a partir daí, um imóvel na Travessa do Comércio n° 11, primeiro andar, na Praça XV de Novembro, ocasião em que organizam campanha para a compra da sede definitiva.

 

Página do Livro de Registro dos Médiuns do Grupo de Caridade Deus, Luz e Amor, conforme exigência formulada pela Portaria Policial 8.363, de 22 de Setembro de 1942.

 

 

Parte do texto da Portaria 10.194, de 10 de Outubro de 1943.

 

Jornal O Globo, 12/08/1943, Artigo de Alcides Gentil


Contato

Grupo de Caridade Deus, Luz e Amor

Rua Lopes Trovão 322 fundos, Benfica. Rio de Janeiro - RJ. Brasil. CEP. 20.920-340.


DIRETORIA

 

Eleita para o período de 10 de Outubro de 2010 à 31 de Agosto de 2013.

 

 

PRESIDENTE – Paulo Webber Gil
VICE-PRESIDENTE – Marco Aurélio Gomes de Oliveira
1º SECRETÁRIO – Marcia Malagolli
2º SECRETÁRIO – Nathalia Cristina da Silva Vilela
TESOUREIRO – Jacyra Marcos da Silva
           
 

 

CONSELHO FISCAL:

 

1º CONSELHEIRO - Mônica Alves Gonçalves
2º CONSELHEIRO – Araceli Benevenuto Figuerêdo

Lisa Gerard - Now we are free


Francisco Cândido Xavier

 

TRAÇOS BIOGRÁFICOS - NASCIMENTO - SUA INICIAÇÃO ESPÍRITA:

O maior e mais prolífico médium psicógrafo do mundo em todas as épocas nasceu em Pedro Leopoldo, modesta cidade de Minas Gerais, Brasil, em 2 de abril de 1910. Vive, desde 1959, em Uberaba, no mesmo Estado. Completou o curso primário, apenas. Pais: João Cândido Xavier e Maria João de Deus, desencarnados em 1960 e 1915, respectivamente. Infância difícil; foi caixeiro de armazém e modesto funcionário público, aposentado desde 1958. Em 7 de maio de 1927 participa de sua primeira reunião espírita. Até 1931 recebe muitas poesias e mensagens, várias das quais saíram a público, estampadas à revelia do médium em jornais e revistas, como de autoria de F. Xavier. Nesse mesmo ano, vê, pela primeira vez, o Espírito Emmanuel, seu inseparável mentor espiritual até hoje.

O MENINO CHICO

Desde os 4 anos de idade o menino Chico teve a sua vida assinalada por singulares manifestações. Seu pai chegou, inclusive, a crer que o seu verdadeiro filho havia sido trocado por outro... Aquele seu filho era estranho!... De formação católica, o garoto orava com extrema devoção, conforme lhe ensinara D. Maria João de Deus, a querida mãezinha, que o deixaria órfão aos 5 anos. Dentro de grandes conflitos e extremas dificuldades, o menino ia crescendo, sempre puro e sempre bom, incapaz de uma palavra obscena, de um gesto de desobediência. As "sombras" amigas, porém, não o deixavam... Conversava com a mãezinha desencarnada, ouvia vozes confortadoras. Na escola, sentia a presença delas, auxiliando-o nas tarefas habituais. O certo é que os seus primeiros anos o marcaram profundamente; ele nunca os esqueceu... A necessidade de trabalhar desde cedo para auxiliar nas despesas domésticas foi em sua vida, conforme ele mesmo o diz, uma bênção indefinível.

Sim, a doença também viera precocemente fazer-lhe companhia. Primeiro os pulmões, quando trabalhava na tecelagem; depois os olhos; agora é a angina.

COMEÇO DO SEU MEDIUNATO :

Francisco Cândido Xavier (Chico Xavier) iniciou, publicamente, seu mandato mediúnico em 8 de julho de 1927, em Pedro Leopoldo. Contando 17 anos de idade, recebeu as primeiras páginas mediúnicas. Em noite memorável, os Espíritos deram início a um dos trabalhos mais belos de toda a história da humanidade. Dezessete folhas de papel foram preenchidas, celeremente, versando sobre os deveres do espírita-cristão.
Depoimento de Chico Xavier: (...) "Era uma noite quase gelada e os companheiros que se acomodavam junto à mesa me seguiram os movimentos do braço, curiosos e comovidos. A sala não era grande, mas, no começo da primeira transmissão de um comunicado do mais Além, por meu intermédio, senti-me fora de meu próprio corpo físico, embora junto dele. No entanto, ao passo que o mensageiro escrevia as dezessete páginas que nos dedicou, minha visão habitual experimentou significativa alteração. As paredes que nos limitavam o espaço desapareceram. O telhado como que se desfez e, fixando o olhar no alto, podia ver estrelas que tremeluziam no escuro da noite. Entretanto, relanceando o olhar no ambiente, notei que toda uma assembléia de entidades amigas me fitavam com simpatia e bondade, em cuja expressão adivinhava, por telepatia espontânea, que me encorajavam em silêncio para o trabalho a ser realizado, sobretudo, animando-me para que nada receasse quanto ao caminho a percorrer."

 

Mais em: http://www.universoespirita.org.br/chicoxavier/chico_biografia%20_feb.htm#XA


Momentos do cotidiano em 2007.


Momentos do cotidiano em 2008.